No nosso compasso

Por: | terça-feira, julho 09, 2013 1 comentário

Em que passo estamos? Quer dizer... Começamos com o pé direito ou esquerdo? Eu sei que te quero durante a noite e a manhã. E amanhã. E depois. Mas naquele dia a gente saiu da cama com que pé? Realmente teve algo de especial? Aquela data ficará marcada no nosso calendário? Posso comemorá-la por muitos anos ainda, mas isso vai depender de como você também acordou. E se o seu dia foi tão ruim depois, que esqueceu do sorriso que despertou nosso rosto naquela manhã? Pois então eu não seria a azarada. Então nem sorte com sorte e nem azar com azar foi. Se formos de polos iguais deveríamos nos repulsar. 
O azar foi todo seu, me desculpa. Eu te escolhi. 
Quero mãos dadas durante o dia de sol e pés gelados durante a noite de chuva. Quero seu retrato na minha carteira e minha carta na sua gaveta. Quero o laço da sua gravata e o amasso depois da farra. Quero desatar todos os nós e amarrar-nos. Porque já não me importa em que pé estamos, o importante é estarmos. 

Um comentário: Deixe o seu comentário

  1. Gostei do texto. De certa forma me traduziu. Parabéns!

    ;*

    ResponderExcluir